1 de abril de 2010

Já pode casar!

by Ana Paula de Almeida às 14:02
Quem nunca ouviu, ou disse, essa famosa frase quando uma mulher dá um show na cozinha? Que atire a primeira pedra quem não se enquadra numa dessas opções. Eu mesma, muitas vezes já escutei e pronunciei essa tão singela e delicada frase a amigas, vizinhas e primas. Pois bem, disse sem pensar, porque essa é a frase mais sem nexo que eu já conheço. Como assim só quem sabe cozinhar que pode casar? E quem não sabe, simplesmente fica pra titia. Muito engraçado.
Tudo bem, não preciso nem dizer, pelo tom das minhas palavras já está mais do que explícito o motivo do meu desabafo: eu não sei cozinhar. E não sei mesmo, nada versus nada. Minha mãe até tentou me ensinar, não posso tirar o mérito da força de vontade dela, mas foi inútil, não aprendi a cozinhar até hoje. Nem sei se um dia vou aprender, e não estou tão preocupada com isso. Acho que uma mulher pode fazer milhares de outras coisas interessantes e úteis além de pura e simplesmente cozinhar para o marido. O que me preocupa sinceramente é essa história de "cozinhou bem, já pode casar!."
Acho que não é bem por aí que caminha a humanidade. Tenho que confessar que por mais que seja uma mulher moderna, antenada e ligada nas tendências de cultura, moda e arte, sonho no dia em que eu entrarei vestida de branco numa igreja ao som da marcha nupcial. Sonho com isso desde criança. Não é clichê, mas eu quero casar de branco com amor da minha vida, ter dois filhos, uma casinha com fumaça na chaminé , um gato chamado Félix e ouvir Beatles o dia inteiro.
Mas ainda acredito que cozinhar não seja um dos requisitos básicos para poder se casar. Porque, afinal, eu não sou a única mulher que não sabe cozinhar na face da terra. Bom, eu acho que não sou. E saber cozinhar não é hereditário, disso eu tenho certeza, senão eu seria uma cozinheira de mão cheia, considerando-se que a minha mãe é uma verdadeira artista na cozinha. E eu gosto muito disso, porque nunca caio na monotonia do arroz-feijão-ovo. Mas, infelizmente não herdei esse atributo dela, porém, eu sei fazer outras coisas bem legais. Do tipo arrumar a casa, lavar a louça, passar a roupa e etc. É só a cozinha que me dá calafrios, não sei, tem alguma coisa lá que me dá medo. Não sei se são as panelas, o fogão, os milhares de temperos. Só sei que meu arroz poderia ser facilmente usado como cimento, pra isso com certeza ele seria muito bem aproveitado, mas para ingerir eu não recomendo. 
Eu bem que já tentei cozinhar, afinal eu tinha que tirar a prova se eu não sabia cozinhar realmente. E isso já está mais do que comprovado, não preciso chamar nenhum especialista pra constatar essa realidade. Por isso eu nem me arrisco em aventuras culinárias, pelo bem das pessoas que poderiam vir a experimentar meus "quitutes". Sou uma pessoa consciente, preservo a vida daqueles que amo, e dos que não amo também, porque a minha comida eu não desejo nem pro meu pior inimigo. Enfim, posso entender de moda, política, cultura, cinema, esportes, mas de culinária eu não entendo. Até tentei reproduzir algumas receitas do programa da Ana Maria Braga, mas os resultados não foram nada animadores. Então desisti, vou me focar em outras atividades afim de prevenir aborrecimentos futuros. Porém, não vou desistir do sonho de me casar um dia. Meu futuro marido vai ter de entender o fato da minha total falta da aptidão para tarefas que envolvam forno, fogão, panelas e derivados. Não adianta, não nasci para cozinhar, mas nasci para casar. Mesmo que nunca escute aquela frase bonitinha "já pode casar!", vinda de alguma tia que aprovou minha comida. Eu sei que eu posso casar um dia, e sei também que é melhor que eu não tente cozinhar, afinal, não quero ficar viúva antes do tempo.
E é isso.
Ana Paula de Almeida

2 comentários:

Carla Sestari disse...

Pois eu oncordo com vc Aninha...isso é uma palhaçada!! No mundo de hoje, os homens estão dominando o serviço doméstico. Para mim já não era sem tempo! Bjoooo muito bom o texto!

floresamoreseblablabla on 1 de abril de 2010 15:03 disse...

E pra mim então Carla, se ele cozinhar já me facilita 50% dos problemas conjugais!

Postar um comentário

 

napaulices Copyright © 2012 Design by Antonia Sundrani Vinte e poucos