27 de fevereiro de 2010

O amor é cego?

by Ana Paula de Almeida às 15:58
amor"O amor é cego, e a loucura o acompanha." Desde de criança a gente já está mais do que acostumado a ouvir essa frase bonita e altamente filosófica. Pode parecer bonita, romântica e etc., mas pra mim, essa é a maior lorota que já contaram na humanidade. Mais mentira que papai noel, coelho da páscoa e internet rápida. Imagina, o amor cego! Rá. Pelo amor de Deus, as pessoas são cegas, o amor não.
Pior que o "amor é cego", é que aquela balela de "quem ama o feio, bonito lhe parece". Quem inventou esse ditado, francamente, tinha sérios distúrbios comportamentais, do tipo pegar a baranga da sala pra pagar aposta, quando no fundo ele estava era loucamente apaixonado por ela. Quem ama o feio, sabe que ele é feio, mas ama e ponto. Ou melhor dizendo, ele pode não ser feio, mas estar fora dos padrões de beleza da sociedade, e quem ama sabe disso mas não está nem ai. Porque eu não acredito na feiura, acredito que existem padrões de beleza que não necessariamente sejam coisas belas. Também não acredito em beleza interior não, acho isso história pra boi dormir. Na minha opinião todas as pessoas tem coisas incríveis pra mostrar, e quem tem a sorte de encontrar alguém pra compartilhar esses dotes, meus parabéns, e minha sincera invejinha.
Então, mas voltando a falar daquela velha história de que o amor é cego e tal, não entendo como foram inventar essa mentira. Você sabe que aquele cara é o maior cafajeste da história, e isso que te deixa mais louca por ele, não é verdade? E eu juro que digo isso por experiência própria (rs). E você, tá cansado de ouvir seus amigos dizerem que a sua namorada é a garota mais enjuada da face da terra, você sabe muito bem isso, mas o jeitinho todo delicado dela é o que mais te encanta. Pena que nenhum dos seus amigos vejam isso, ou sorte sua.
Falando como mulher agora, eu sei mais do que todo mundo que não existe criatura mais irritante do que homem. Eles têm o dom de tirar qualquer mulher do sério, no sentido ruim da palavra. Mas também conseguem tirar qualquer mulher do sério no sentido bom, ou quente da palavra, se é que me entendem. E isso qualquer mulher sabe, então não tem como dizer que nenhuma mulher é cega quando se envolve com aquele cara mais improvável que possa existir. Ela não é cega coisíssima nenhuma, ela enxerga muito bem, tão bem que viu alguma coisa nele que mulher alguma tinha visto até agora, pode ter certeza disso.
Com homens é a mesma coisa, quantas vezes você, mulher, já quase perdeu a compostura quanto aquele gato de quem você era afim há muito tempo ficou com aquela classificada como "mosca morta". De mosca e de morta ela não tem nada, e ele viu muito bem isso.
Então, por isso que em matéria de amor não se pode dizer que ninguém é cego. Se você ama, tem algum motivo. Motivo esse que você enxerga muito bem quando ela sorri ou quando ele te abraça.
Agora, tem algumas pessoas que podem ser classificadas como cegas sim. Isso eu admito, e são aquelas que acham que podem mudar alguém. Geralmente é aquele tipo de pessoa que não encontrou um motivo muito plausível pra ficar com alguém, só vê defeitos e acha que pode transformar esses defeitos em qualidades. Me perdoem a palavra, mas gente assim é burra, e não cega. Isso porque 99,9% das pessoas vivem por ai enchendo o peito pra dizer que não mudam por nada nesse mundo, daí encontram um rostinho bonito no caminho, mas que não tem nada a lhe oferecer naquele momento, e ficam insistindo em fazer daquele skatista um gentleman. Me poupe! Eu não acredito em amor que se baseia na aparência, se ama pelas características, por isso eu disse no início que aquela frase "quem ama o feio, bonito lhe parece" é a afirmação mais falsa que eu já ouvi. Você não o(a) ama porque ele(a) é bonito(a), tem muito mais coisas que fazem com que você seja apaixonado.
Amor é essência, e é profundo, por isso vai além da superfície que todo mundo vê. Amor vai fundo, e se ama por aquilo que o amor tem de inexplicável. Quem explica porque ama, sinceramente, não ama. E o amor enxerga muito mais do que você pensa. Que me desminta que ama, quero ver quem tem coragem de dizer que ama só o que é bonito pros outros.
Eu lanço esse desafio, e quero ver quem pode dizer que isso é mentira.
Mentiroso sim é quem diz que o amor é cego!
Mentiroso e me faz rir.


Ana Paula de Almeida

1 comentários:

Rafael Lima on 23 de março de 2010 19:08 disse...

Amor é essência, e é profundo, por isso vai além da superfície que todo mundo vê... nessa parte caiu um bendito sisco no meu olho, de leve mas caiu rs..... o porta aberta do caramba huhum.

(suspiro)

de boa, fiquei sem palavras....

beijo

Postar um comentário

 

napaulices Copyright © 2012 Design by Antonia Sundrani Vinte e poucos